Voltar
Como Incorporar uma Mudança de Hábito

Como Incorporar uma Mudança de Hábito

Hábitos são, essencialmente, pequenas decisões diárias que fazemos de forma impulsiva e automática, sem muito esforço. Algumas dessas escolhas podem ser boas, mas essa não é a regra. Muitas vezes, resistir a um hábito nocivo envolve um exercício doloroso de força de vontade contra a nossa resistência interna. Precisamos, por exemplo, nos forçar a sair da cama mais cedo ou a trabalhar off-line. É tentador não fazer isso, porque o nosso cérebro busca alívio e prazer constantemente. É esforço demais, principalmente quando nos sentimos esgotados.

Diante disso, você deve estar se perguntando “como mudar um hábito?”. É uma prática regular. Para aumentar a nossa eficiência nessa missão, temos de priorizar, definir metas gerenciáveis e aprender a programar o nosso tempo. É claro que corremos o risco de fazer escolhas erradas ou de frustrar os nossos desejos perfeccionistas. Afinal, a vida, às vezes, é uma bagunça, o progresso pode ser lento e a nossa força de vontade é finita. Entretanto, quando aceitamos essas coisas, podemos aprender a tirar o máximo proveito de nosso tempo limitado, incluindo planejar distrações e conseguir que os outros nos ajudem. 

Os militares, há muito tempo, exploram a ideia de verificação como parte da formação do hábito. No quartel, inicialmente, quando você ainda questiona a obrigatoriedade de passar a própria roupa ou engraxar tanto os sapatos, alguém muito difícil de agradar é enviado para inspecionar o seu serviço. Para que isso não continue para sempre, a maioria das pessoas internaliza a regra. Como resultado, mesmo anos depois de retornar para a vida civil, esses militares continuam usando roupas extremamente bem passadas e sapatos lustrosos.

Não somos máquinas e nunca seremos. Mas o simples fato de nos reportarmos a outra pessoa nos dá uma injeção minúscula, mas necessária, de determinação para aderirmos a algo no momento em que estamos mais vulneráveis a desistir. Desta forma, o hábito ganha uma chance a mais, um pouco mais de tempo, para ser incorporado a nossa rotina.

Devemos lembrar que somos humanos e, por essa razão, nosso tempo na Terra é limitado. Precisamos aprender como fazer o que realmente nos importa, justamente porque não somos feitos de metal, mas de carne e osso.

Texto: The School of Life

Veja a próxima turma do workshop Como Mudar um Hábito e o calendário completo aqui.

By The School of Life

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Como Controlar Seu Crítico Interno

Não é algo que nos sentimos sempre capazes de discutir livremente, mas muitos de nós somos assombrados por uma voz interna crítica e profundamente negativa – e uma sensação de…

Saiba Mais

Veneração ao Sol

Imagine um dia ensolarado, em que muitas pessoas, ao saírem de casa, perceberão um brilho diferente na luz, uma suavidade no ar, que pode gerar uma onda de esperança e…

Saiba Mais