Como Simplificar Nossas Vidas

como simplificar nossas vidas 2

Bons pais entendem que, para um bebê, o dia só é empolgante até certo ponto, mesmo em dias mais festivos. Adultos amigos se aproximam, entregam presentes, estimulam a criança a fazer algumas gracinhas,  comem um pedaço de bolo, oferecem um pouco de colo. Mas, depois de tantos estímulos e, talvez, algumas músicas e muito barulho, para o pequeno já deu. É possível que bebê fique sério e comece a chorar. 

O pai sábio saberá que não há nada de errado com a criança, ainda que ela esteja berrando. É apenas a hora do cochilo. O cérebro dela precisa processar e organizar as muitas experiências vividas e, assim, as cortinas são fechadas. O bebê, deitado perto de brinquedos macios, logo adormece e a calma reina. Todos sabem que, para ele, a vida será muito mais gerenciável novamente dali a cerca de uma hora. 

 

Na prática

Infelizmente, não temos a mesma cautela com nós mesmos. Organizamos uma semana na qual vemos amigos todos os dias, em que fazemos 12 reuniões, das quais três exigem muita preparação. Incluímos na programação semanal assistir três filmes, ler diferentes jornais e organizar a casa. Enquanto eliminamos as pendências diárias, bebemos 30 xícaras de café por dia e jantamos altas horas da noite. Depois, lamentamos que nossas vidas não são tão calmas quanto poderiam ser e que estamos à beira do colapso mental. 

O que parece ser ansiedade, normalmente, é um fenômeno mais familiar: um apelo furioso e lógico da mente para não ser superestimulada de forma contínua e esgotante. Se esse é o seu caso, eis algumas coisas que podemos fazer para simplificar a sua vida: menos pessoas e compromissos, além de regulação de sono, nutrição, expectativas e pensamentos. Nesse contexto, ajuda praticar a conexão interna entre o corpo e a mente durante o dia, do acordar ao adormecer. Algo muito estimulado pelo Mindfulness.

 

O significado de insônia e ansiedade

Aqui na TSOL acreditamos que insônia e ansiedade são a vingança da mente por todos os pensamentos que nos recusamos a ter conscientemente durante o dia. Para podermos encontrar um descanso, precisamos separar um tempo no qual não temos nada a fazer a não ser deitar na cama com papel e caneta em mãos e pensar. Em momentos como esse é útil considerar três tópicos em particular: 

  • O que está me deixando ansioso? 

  • O que me causou dor e como? 

  • O que me empolga? 

Como descobrimos, a empolgação é divertida por um tempo, mas também esgota. A simplicidade é a verdadeira sabedoria. O que nos leva a crer que precisamos de mais cochilos e momentos tranquilos para termos mais qualidade de vida no dia a dia. 

 

Texto: The School of Life

Veja nosso calendário completo aqui.

Recent entries