Como Liderar com Autocompaixão

09.09 mailchimp lideranca 07

Se há uma coisa inalterável na liderança, é esta: liderar é difícil. Assumir o comando de um grupo ou projeto, gerir pessoas e tomar decisões exige coragem e paciência. Mas também é preciso muita gentileza internalizada. 

Tudo isso significa que se tornar um líder pode ser algo muito árduo e solitário. Frequentemente, somos inseguros e até autocríticos. Entretanto, para fazer jus à tarefa de liderança, precisamos não apenas nos conhecermos, mas também nos aceitarmos. Isso faz parte do princípio de primeiro cuidar de nós mesmos, para - então - podermos cuidar dos outros. 

É importante considerar, ainda, que as expectativas no local de trabalho estão mudando cada vez mais. As pessoas querem um líder “que as entendam”, querem ser reconhecidas por quem são, não só pelo que fazem. 

A questão é que não podemos oferecer compaixão aos outros sem antes aprendermos a oferecê-la a nós mesmos. A autocompaixão envolve a disposição de olhar para si integralmente, incluindo falhas, medos e defeitos, com gentileza e compreensão. 

A maioria das pessoas vive em culturas que não enfatizam a autocompaixão – muito pelo contrário. Ouvimos que somos preguiçosos e permissivos se não nos criticamos duramente, que não importa o quanto tentemos, o nosso melhor não é bom o sofuciente. É hora de fazer algo diferente. 

Todos podemos nos beneficiar de aprendermos a ser mais autocompassivos. 

 

Texto: The School of Life

Veja nosso calendário completo e a próxima turma do workshop de Liderança aqui.

Recent entries