Como Desenvolver uma Mentalidade de Crescimento

 08.05 mailchimp resiliencia 32

Resiliência não é "deixar para lá". É seguir em frente, apesar de perdas e mudanças. E uma das maneiras mais importantes de nos tornarmos mais resilientes é mudando a forma como pensamos sobre nós mesmos e, especialmente, como pensamos sobre as novidades que se apresentam na nossa vida, especialmente aquelas com as quais não concordamos e que não podemos mudar. 

 

1. Aceite a perda

Para começar, precisamos conseguir aceitar a perda, em vez de evitá-la. Sigmund Freud, o pai da psicanálise, tinha algumas coisas importantes a dizer sobre como lidamos com a perda. Em 1917, ele escreveu um ensaio - “Luto e melancolia” -, em que esboçou duas reações diferentes quando precisamos abrir mão de algo: a saudável, o luto, na qual lentamente aceitamos a perda; e a menos saudável, a melancolia, quando ficamos obcecados por ela.

Muitos pensadores depois de Freud se concentraram no potencial que todos temos de nos reconstruir, de identificar oportunidades de crescimento quando as coisas vão mal. Isso se baseia em uma visão fundamental da psicologia moderna: somos literalmente capazes de reconectar nossos cérebros. Somos capazes de criar novos hábitos e até mesmo estabelecer novos caminhos neurais que nos ajudem a reagir a desafios e ameaças de formas mais saudáveis. 

 

2. Ajuste o seu modo de pensar

A psicóloga Carol Dweck desenvolveu a teoria de que o desenvolvimento de uma “mentalidade de crescimento” pode nos ajudar a fazer mudanças fundamentais em nossas vidas. Na visão dela, temos ou podemos obter as ferramentas de apoio a ajuda para seguir em frente, mesmo nos momentos em não temos controle sobre os eventos. 

Esse modo de pensar pode ser cultivado. Um passo fundamental, porém, é assumir a responsabilidade que nos cabe sem sermos duros demais conosco. Nos sentirmos mal por alguma coisa pode nos motivar a corrigir a situação ou mudar para melhor, enquanto sermos duros demais conosco pode nos impedir de agir.

 

3. Reavalie o seu discurso

Uma das formas de cultivar uma mentalidade tanto de crescimento quanto de resiliência é reparar como nós contamos aos outros histórias de algo que deu errado. Se nós pudermos ver fracassos e obstáculos como experiências de aprendizado e parte da condição humana, nós seremos muito mais capazes de lidar com as crises a longo prazo. De certa forma, estaremos mais perto da força da resiliência.

A resiliência não decorre de apenas um aspecto de nossas vidas, mas de muitos. Isso inclui nossa aceitação de resultados decepcionantes, nossa capacidade de termos humor e perspectiva e nossos hábitos, mentalidade, redes de apoio e confiança. Sem dúvida, ela é uma das habilidades emocionais que mais precisamos para continuarmos firmes, principalmente quando o futuro é incerto.

 

Texto: The School of Life

Veja nosso calendário completo aqui.

Recent entries