A Arte de Viajar Revisitada

Como as viagens podem transformar nossas vidas de fato? Como as jornadas exteriores podem contribuir com nossa jornada interior?

Hoje, para muitos, viajar pode ser sinônimo de fuga em busca de momentos de liberdade. Um alívio temporário das pressões do dia-a-dia. A parte divertida da vida. No entanto, a parte prazerosa das viagens não exclui o fato de que elas também deveriam nos proporcionar coisas mais sérias e profundas, como um poderoso auxílio à nossa educação emocional.

Quando interpretadas de forma apropriada, as viagens podem ter um papel crítico em nos ajudar a nos tornarmos melhores versões de nós mesmos. Ao corrigir os desequilíbrios e imaturidades de nossa natureza humana, viajar pode revelar seu potencial máximo de funcionar como uma forma de terapia em nossas vidas. No entanto, antes mesmo de examinarmos as fontes de nossas tensões apontamos para um destino no globo e nos rendemos a experiências turísticas que deveriam mudar nossas vidas.

Viajar não é de hoje. Desde meados do século XVII o homem ocidental viaja com o objetivo de ampliar seus horizontes, e foi no século XIX que o turismo da forma como o conhecemos hoje cresceu de forma significativa. Esta forma de viajar, baseada nos guias de viagem, tornou o ato de viajar automático, quase obrigatório, como símbolo de liberdade, status e fonte de novos conhecimentos. No entanto, vivemos uma era em que experiências turísticas se tornaram um produto de massa, e nem sempre os museus ou igrejas recomendados nos guias nos ajudarão a lidar com nossas angústias e necessidades psicológicas.

Esta aula provoca uma nova forma de encarar o ato de viajar, revelando tanto as limitações como o potencial transformador das viagens a partir do reconhecimento e acolhimento de nossos valores pessoais e aspirações mais profundas.

Aprenderemos a identificar os viajantes que nos habitam e assim fazer melhores escolhas do que apontar o dedo no mapa. Afinal de contas, viajar não se trata exatamente dos locais que visitamos, mas sim da nova pessoa que nos tornamos ao voltar - mesmo que seja de uma volta no quarteirão.

Ao nos tornarmos viajantes mais conscientes, conseguiremos identificar os destinos ideais para curar nossas almas e desenvolver novas virtudes.

LÍDER DO CURSO 

Mônica Barroso é consultora, facilitadora e coach com foco em apoiar indivíduos, grupos e organizações em sua busca por propósito e significado. Formada em Administração de Empresas pela EAESP-FGV, com MSc e PhD em Políticas Sociais pela London School of Economics, trabalha desde 2000 no campo do desenvolvimento socioambiental. Sua curiosidade a respeito do sentido do trabalho na vida das pessoas a levou a se envolver com empreendimentos socioambientais e negócios inclusivos no Brasil profundo, e a contribuir com iniciativas que busquem soluções integradas entre trabalho, saberes e valores pessoais.

Estas experiências a levaram a se aprofundar na questão do futuro e propósito do trabalho como um ponto chave da era em que vivemos. Como coach e facilitadora realiza sua missão de apoiar indivíduos e grupos na aventura de realizar seu propósito através de um caminho profissional significativo e autêntico. É professora, coach e diretora de aprendizagem da The School of Life Brasil, mãe de 3 filhos, violoncelista amadora e adora nadar.

PROGRAMAÇÃO 

19.30            Boas vindas da The School of Life 
19.45            Início da aula
21.00            Intervalo (pode variar)
22.30            Encerramento

 

LOCAL SP

The School of Life
Rua Medeiros de Albuquerque, 60 - Vila Madalena
São Paulo 
05436-060

O prazo para realização do cancelamento é de até 7 dias da data da compra. Caso a realização desta compra tenha acontecido em tempo inferior aos 7 dias corridos da data do evento/curso, o cancelamento fica limitado à 48 horas antes do início do evento.

Compre ingresssos para
A Arte de Viajar Revisitada

220,00

O que:
Aula Especial